Eminem fala sobre musica do Macklemore sobre casamento gay

Para os outros rappers, ficar sob a vista de Eminem pode ser altamente perigoso: basta perguntar a Everlast e Benzino, ou o que sobrou deles. Mas Slim Shady também pode ser inesperadamente generoso com seus colegas, como revelado por seu ousado apoio a Macklemore neste trecho da entrevista de capa da Rolling Stone:

Você já ouviu "Same Love"?
Eu já ouvi o quê?

"Same Love" do Macklemore e Ryan Lewis.
Que música é essa?

É, hum, a música do casamento gay.
Ah, sim, sim, sim, eu ouvi o álbum inteiro do Macklemore.

O que você acha disso? Ele provavelmente é o rapper branco mais bem sucedido desde você.
Uh, ele é realmente da hora. Macklemore é, sim, ele é da hora.

Você ganhou respeito em parte por ser tecnicamente incrível - eu não tenho certeza se todo no hip-hop o vê dessa forma.
Eu acho que tem muita parada técnica no que ele faz. Ele é um ótimo compositor também. Conceitualmente, a merda que ele é faz é bem incrível.

Macklemore ficou empolgado, para dizer o mínimo, quando leu os comentários de Eminem em sua cópia da revista. "Eu realmente queria [postar no] Instagram essa citação, mas o Ryan me disse que eu não deveria", Macklemore disse à Rolling Stone. "Eu acho que ainda posso [fazer isso]. O que significou mais pra mim fora de toda essa merda, é o que ele disse sobre as coisas técnicas, e a composição. Porque eu acho que um monte de gente, por qualquer razão, acha que não tem uma habilidade técnica definida no que eu trago para as faixas. E ter o Em validando isso - eu quero dizer, isso é tipo, o técnico do rap técnico. Então isso foi super inovador pra mim. E obviamente ele é o Em, ele é um dos melhores rappers de todos os tempos."


fonte: rollingstones

Eminem abre o coração e fala sobre drogas e seu futuro

Em 2007, o rapper Eminem foi hospitalizado com suspeita de overdose de metadona – um narcótico muito parecido com a morfina. Após o susto, o músico resolveu procurar ajuda com um conselheiro de reabilitação e iniciou tratamento em abril de 2008. Agora, ele resolveu contar um pouco de sua história e revelou que teve de lutar bastante para conseguir se apresentar sóbrio e abandonar os vícios.

Em entrevista à BBC Radio 1, o músico contou que estava muito preso em sua própria cabeça naquela época e que nada mais importava para ele. “Eu estava tipo: ‘foda-se, cara, me deixe usar isso e beber isso e passar por isso uma vez, em vez de ir lá fora e realmente ser capaz de ver as pessoas”, afirmou o rapper.

Hoje, as coisas mudaram na vida do músico, que se adaptou à sobriedade e aprender a “ver” o público. “Eu não penso no álbum Relapse ou em tudo relacionado a aquele álbum. Eu não acho que havia alguma coisa lá e eu pulei direto para dentro das drogas. Eu estava fazendo shows menores aqui e ali. Levou um tempo, mas quanto mais você faz, se torna a sua segunda natureza. Eu posso ver como as pessoas são agora", disse.

Eminem ainda não sabe o que esperar do futuro. Ele não descarta, até mesmo, abandonar o microfone, mas de uma coisa tem certeza: nunca desistirá da música completamente.

"Eu não sei qual é o plano para o futuro próximo, mas eu sei que outras coisas virão, outros projetos, coisas que eu provavelmente vou trabalhar. Eu sempre escrevo e eu provavelmente sempre irei escrever. Se eu abandonar o microfone, seja quando acontecer isso, eu sinto que eu sempre vou querer fazer algo relacionado à música. Então, seja produzir ou o que acontecer, eu simplesmente quero fazer algo com isso. Música sempre vai estar na minha cabeça, está preso nela", afirmou.

Sogra de Eminem volta a se pronunciar sobre possivel volta dele com Kim

Parece que Eminem está de volta para a sua ex-mulher Kim. A revelação foi feita pela mãe de Kim, Kathleen Sluck, que revelou que o rapper e Kim "estão sempre se encontrando".

"Estamos sempre a vendo os dois juntos. Acho que eles podem voltar a ficar juntos, estão se dando melhor do que nunca", disse Kathleen, ao Radaronline.

Eminem já se casou com Kim duas vezes. O casal deu o nó em 1999 e se separou em 2001. Em 2006, o casal voltou a subir ao altar, e se separaram no mesmo ano. Kim e Eminem têm três filhos juntos: Hailie Scott, de 17 anos, que é a filha biológica de Eminem, Withney Mathers, de 11 anos, adotada por Eminem, e Alaina Mathers, de 20 anos, filha da irmã gêmea de Kim, e que Eminem também adotou. Eminem tem ainda a custódia legal do seu meio-irmão mais novo, Nate Kane.

Marie Hartter, avó de Whitney Mathers, filha de Kim com outro homem, que Eminem adotou, também falou sobre a relação dos dois: "Eles estão apaixonados desde que tinham 14 ou 15 anos, e isso não vai terminar em breve. Provavelmente, eles vão envelhecer juntos. Por muito que ele diga que a odeia nas músicas, ele a ama muito também. São um casal explosivo, é como jogar gasolina no fogo. Eu sempre senti que ela foi o seu único amor verdadeiro, e ela também sente o mesmo por ele. Tudo é possível quando estás apaixonado por alguém há 25 anos". 


fonte: myway

Eminem quer ajudar Justin Bieber

Não é segredo que Justin Bieber esta passando por um momento conturbado. Ele teve uma passagem lamentável no Brasil, outra na Argentina e assim foi sua turnê. Este comportamento inusitado do astro parece vir do uso de drogas, e diferentes celebridades estenderam a mão para ajuda-lo. Uma destas celebridades foi Eminem atraves de seu empresário Paul Rosenberg.

Paul teria conversado com o empresário de Bieber, Scooter Brau, sobre o crescimento do rapaz e durante a conversa informou:
"Se quiser Eminem pode conversar com ele, ele [Eminem] faria no mesmo segundo. Ele se importa com aquele garoto".

Ainda não se sabe se os dois realmente chegaram a se encontrar.



Fonte: eminemitalianblog

teaser do clipe de rap god...






O teaser já foi divulgado, e o clipe sai no dia 27/11, quarta-feira que vem, confira o teaser:


Poderá também gostar de:

The monster novamente no topo das paradas


"The Monster" de Eminem e Rihanna garante a vice-liderança da Billboard Hot 100 pela segunda semana consecutiva após sua estreia na 3ª posição.

No entanto, a faixa conquistou o topo das listas de Músicas Digitais (4-1) com 243 mil downloads vendidos (aumento de 62% em relação à semana passada); On-Demand Songs (3-1, 2,6 milhões, aumento de 40%); Músicas de R&B/Hip-Hop e Músicas de Rap pela terceira semana consecutiva.

"The Monster" também passa do 12º ao 8º lugar na lista de Músicas de Rádio com um aumento de 43% no airplay para 80 milhões, e sobe do 8º ao 3º lugar na Streaming Songs (6,1 milhões, aumento de 24%).

Com o crescimento do desempenho da música, especialistas da indústria consideram que "The Monster" deve alcançar o topo da Billboard Hot 100 na próxima semana.

fonte: Billboard.com

Antiga casa do Eminem é demolida em Detroit




A antiga casa do Eminem localizada na Rua Dresden, 19946, no lado leste de Detroit foi demolida nesta quarta-feira (20) pelo estado de Michigan.

A casa de estilo bangalô, localizada entre as rodovias 8 Mile e 7 Mile, local com mais de 70 habitações devolutas, foi incendiada no dia 7 de novembro (leia aqui).

Nesta quarta-feira, funcionários públicos demoliram a casa e começaram a remover os entulhos, trabalho que deve terminar apenas no final deste mês.

A casa, antiga habitação de Eminem, foi capa de dois de seus álbuns, The Marshall Mathers LP e o mais recente lançado no dia 5 de novembro, The Marshall Mathers LP 2.

De acordo com uma nota oficial enviada ao MLive pelo Michigan Land Bank, agência que tinha a propriedade do imóvel, a casa estava "insegura" depois do incêndio.

"As condições da propriedade após o incêndio apresentam risco para a segurança, sendo responsabilidade do Land Bank removê-la", informa a diretora do Michigan Land Bank, Kim Homan. "O objetivo é demolir e limpar o local, para que a vizinhança esteja segura e retorne a sua ordem."

Depois de anunciado que o Land Bank estava com a propriedade da antiga casa de Eminem, a companhia recebeu mais de 120 propostas para a compra do imóvel.

fonte: MLive.com
créditos ao blog Eminem Forever

Eminem e kim NÃO estão juntos

"Marshall e Kim mantêm uma ótima relação de amizade e compartilham a custódia da família deles" diz o porta-voz da Shady Records a Free Press na quarta-feira, depois de vários boatos sobre a volta do casal ter se espalhado pela internet.

Ele ainda informou que os dois, Eminm e Kim, amam as filhas e que eles estão, e sempre estiveram, as criando juntos. Os dois compartilham a custódia das três meninas.

Os rumores sobre a irreconciliação do casal se espalharam depois de uma entrevista de Kathy Sluck, mãe de Kim, que informou que a filha e o astro do rap estão "se relacionando melhor" e que ela vê o rapper "toda hora".

"Ate onde eu sei ele não estão juntos, mas eu acho que o seu primeiro amor sempre vai se aquela coisa tumultuosa de ir e voltar" disse Kathy ao RadarOnline.com. "Eles se amam desde os 14-15 anos e isso não para de uma hora para outra"

Fonte:  www.freep.com

Video clipe da musica "the monster" começa a ser produzido.

A poucas horas foi postado no Instagram oficial do Eminem


E também foi postado essa foto do Eminem com a Rihanna no set:


Eminem na capa da próxima edição da Rolling Stone


O cabelo loiro está de volta e, de muitas maneiras - pela primeira vez em anos - Slim Shady verdadeiramente está também. Na nova edição da Rolling Stone (nas bancas sexta-feira nos EUA), o escritor sênior Brian Hiatt faz Eminem refletir sobre sua sobriedade e uma vida inteira dedicada ao hip-hop de uma forma mais franca do que nunca.

"Eu estou tão feliz quanto eu posso estar, eu acho", Em revela, depois dizendo a Hiatt, "O hip-hop salvou minha vida, cara. É a única coisa em que eu já fui decente. Eu não sei como fazer mais nada. Eu acho que eles têm uma palavra pra isso - O que eles chamam? Idiota prodígio?"

Eminem ressalta que estava sendo intencionalmente desatento quando apareceu ao lado de Brent Musburger na ESPN em setembro. Na verdade, ele estava canalizando os Beastie Boys. "Eu sabia que estávamos prestes a mostrar o vídeo de 'Berzerk', então eu estava fazendo o que eu chamo de 'cara Berzerk'", ele disse. "A música inteira para mim parece antigo Beastie Boys. E você sabe, o vídeo 'Pass The Mic' onde o Ad-Rock está fazendo essa cara, meio que não olhando para câmera? Eu estava fazendo minha própria versão."

Em também admite que nem sempre entendia as reviravoltas artísticas dos Beasties. "Quando Paul's Boutique saiu, eu fui um dos fãs que não entendeu", ele disse. "Levei anos para perceber quão genial era. Me senti mal por não ter me ligado nisso."

"Obviamente, sim, havia algo sobre Lincensed To Ill - você tinha os samples do Zeppelin e a vibe deles. Você tinha o Run-DMC, que era tão legal, com a atitude de 'Vai se foder se você não gosta da gente'. O mesmo com os Beastie Boys. 'Vai se foder. A gente xinga pra caralho. Nós cuspimos cerveja. Nós jogamos isso na porra dos nossos fãs.' E obviamente, conforme eles ficaram mais velhos, seus pontos de vista e as coisas mudaram, como a de todos nós. Você pode ficar bravo com a parada deles por não soar como a última parada deles, mas se soar, então eles não cresceram como artistas. O mesmo comigo."

A nostalgia de Eminem pelos álbuns clássicos do hip-hop moldaram The Marshall Mathers LP 2, seu novo álbum já platinado, que vendeu surpreendentes 792 mil cópias na semana passada. Mas ele ressalta que seu olhar para o passado não foi puramente mecânico.

"Sendo um estudante do hip-hop em geral, você pega aspectos técnicos dos lugares", ele disse. "Você pode pegar um padrão de rima ou flow do Big Daddy Kane ou Kool G Rap. Mas então você vai ao Tupac, e ele fazia canções. Suas porras de canções sentiam alguma coisa - 'Puta merda! Eu quero socar alguém na cara quando eu colocar esse CD.' Biggie contava histórias. Eu queria fazer toda essa merda."

Esta edição da Rolling Stone será disponibilizada na App Store do iTunes na sexta-feira, 22 de novembro.

fonte: Rolling Stone

veja fotos da casa do Eminem antes e depois de pegar fogo


   





Taylor swifty faz homenagem a Eminem em radio

A estrela country Taylor Swift prestou uma homenagem ao rapper durante um programa de rádio americano que foi ao ar na segunda, 11 de novembro. Durante uma participação no 'Danger Show', da Froggy FM, a cantora interpretou um cover da faixa 'Lose yourself', trilha sonora do filme '8 Mile', protagonizado por Eminem.

Veja a performance de Taylor Swift de 'Lose yourself':


fonte: divirtae

Eminem se diz agradecido por sobreviver as drogas




Eminem admitiu que teve sorte de sobreviver à luta contra drogas e remédios controlados. Ele participou do programa da Radio 1, na noite desta segunda-feira, para falar do novo álbum The Marshall Mathers LP 2, lançado no início de novembro. Trata-se do primeiro disco solo desde Recovery, de 2010.

"Sou definitivamente agradecido. Sei que eu poderia ter seguido outro caminho e ido para outra direção, mas acho que provavelmente agora sou mais capaz de estar focado do que nunca estive", disse o rapper, que chegou a tomar 60 comprimidos de valium e 30 de vicodin por dia, além de ter sofrido uma overdose de metadona em 2007.

O cantor americano revelou ainda que existem vários momentos de sua vida "de que não se lembra" e desabafou sobre o que lhe incomoda na carreira artística.

"Nunca busquei atenção. Não é para isso que faço música. Gostaria de sair e comer um sanduíche em paz".

Eminem e Kim podem voltar


Pelo menos é o que diz a "ex-sogra" do rapper.

Em entrevista a contactmusic.com a mãe de Kim informou que o casal, que já se casou duas vezes e tem uma filha de 17 anos, esta mais próximo que nunca.

"Nós vemos ele o tempo todo" diz Kathleen Sluck. "Acho que eles podem voltar. Estão melhores que nunca"

Eminem discutiu sua relação com Kim e Hailie através de suas músicas ao longo de sua carreira. Em seu álbum de estreia, em 1999, The Slim Shady LP, a música “97’ Bonnie & Clyde” fala sobre Eminem carregar o corpo de Kim e jogá-lo em um lago enquanto sua filha Hailie o acompanha nesta jornada.
O álbum seguinte de Eminem, The Marshall Mathers LP de 2000, inclui a música "Kim", uma espécie de sequencia de “97’ Bonnie & Clyde” que informa como Kim foi morta ao ser pega traindo ele.

Hailie participou da faixa “My Dad’s Gone Crazy" em 2002 no álbum The Eminem Show. Kim também tem uma filha chamada Whitney, fruto de um outro relacionamento, cuja criança foi adotada por Eminem.
A avó de Whitney, Marie Hartter, também disse que os dois podem voltar a ficar juntos.

"Eles estão apaixonados desde os 14 ou 15 anos e isso não vai passar assim do nada" disse Marie Hartter. "Eles provavelmente vão envelhecer juntos. O tanto que ele diz que a odeia nas músicas dele, ele a ama na mesma intensidade. Eles são um casal explosivo. É como jogar gasolina no fogo. Eu sempre achei que ela é o verdadeiro amor dele e ela sempre sentiu o mesmo por ele".

Fonte: hiphopdx.com

Escute a radio Shade 45 no seu celular

Que tal ouvir a radio do Eminem no seu celular?baixe o aplicativo tunein radio e procure por shade 45,lembrando que voce precisa estar conectado para poder ouvir.

para escutar online cadastre-se e escute aqui


Eminem fala sobre produzir, progresso em suas letras e a fama em entrevista com Zane Lowe




A segunda parte da entrevista de Eminem com Zane Lowe acaba de ser divulgada. Em fala sobre seu progresso como produtor e MC, e como ele equilibra o sucesso comercial com sua vida pessoal.

O rapper de Detroit descreve sua decisão de voltar a produzir. "Às vezes eu posso ter alguma coisa na minha cabeça, como uma ideia ou o humor de alguma coisa de que eu gostaria", ele disse. "E eu nem sempre vou ter isso passando por faixas diferentes que outras pessoas fizeram. Elas não sabem o que está na minha cabeça."

Depois, Eminem fala sobre seu sentimento que estava evidente em "The Monster" em relação ao sucesso comercial. "Wanted to receive attention for my music/Wanted to be left alone in public excuse me (Queria receber atenção para a minha música/ Queria ser deixado sozinho em público, com licença)", ele rima com um tom rígido.

"Quanto a ser tipo, uma estrela pop, eu nunca quis ser nada disso", ele disse a Lowe. "Tudo que eu queria fazer era obter o respeito dos meus colegas e outros rappers. Todas as outras coisas que vieram com isso era apenas confuso pra mim. Eu não sinto que eu me propus a fazer uma música pop ou uma música que ia ser algum tipo de crossover [alcançando outro estilo]."

Eminem é melhor que 2Pac

Após a morte de 2pac,qualquer pessoa que voce perguntasse qual era o melhor rapper de todos os tempos,a resposta seria "2pac",mas com certeza esse reinado esta terminando e colocando uma ironia no mundo da musica,o maioria rapper de todos os tempos na verdade é Eminem,um cara branco de olhos azuis?é claro que quando o Eminem surgiu nessa batalha ninguem cogitava o fato dele poder ser um dia considerado um dos melhores pelo fato de ser um branco em um estilo de musica onde os negros predominam,mas ele conquistou o direito de disputar o trono da musica de forma simples,fazendo rap.
Qual pessoa no mundo seja ela branca ou negra teria coragem de dizer que Lil wayne (rapper negro) é melhor que Eminem?qual seria o louco de dizer que jay-z,50 cent,will smith,nick cannon,kanye west são melhores rimadores que Eminem?o rapper branco de detroit ganhou muitas batalhas,e hoje talvez o unico no seu caminho a desbancar seja 2pac,mas na opnião de muitos,essa disputa ja acabou a muito tempo.

fonte: SiriusK7

Polina comenta sobre participação em legacy


Polina oficialmente deixou sua marca no hip-hop. A cantora russa participou de "Legacy", faixa do novo álbum do Eminem, The Marshall Mathers LP 2. Houve comparações entre esta faixa e "Stan", mas essas comparações tratam apenas da produção e do tom em geral. A The Source conversou com a cantora sobre como a música surgiu, como ela quase nunca aconteceu, e com quem ela gostaria de trabalhar agora no hip-hop.

Então, você contatou o Eminem ou ele contatou você? Como foi trabalhar com ele? 
A forma como aconteceu foi depois de eu assinar com a Ultra Music Publishing, me colocaram com um compositor e na época eu estava fazendo um monte de colaborações no mundo [da música] dance. Nós tínhamos uma sessão agendada com um novo compositor e nós escrevemos essa cadeia de baladas vocais. Em seguida, passam rapidamente alguns meses, eu estava em LA nos escritórios da Interscope e toquei a música para Neil Jacobson, que estava trabalhando no projeto no momento. Ele estava tipo, "Você sabe, essa é uma música do Eminem, eu vou mandar isso para alguém. Não compartilhe isso com ninguém." Então o Neil mandou para o Emile Haynie, e você sabe, ele é um produtor para o Eminem e Kanye e vários outros grandes nomes. Então nós voltamos ao estúdio e o Emile colocou uma batida na música. Ele acrescentou algumas coisas nela e o Eminem disse que queria colocá-la no álbum, e [então] teve cerca de um ano e meio de silêncio. Esses projetos demoram tanto para fazer, então você tem que esperar muito pelo álbum. Eu literalmente não descobri [oficialmente] sobre isso até 3 semanas antes do álbum sair. Eu recebi uma ligação. Eu tinha acabado de voltar da minha turnê na Ásia e o Neil Jacobson me ligou e disse que estava no álbum.

Uau. Então quando você soube da notícia qual foi a primeira coisa que veio à sua mente?
Foi muito sério porque eu sou uma grande fã e ele era esse tipo... sabe, eu cresci na Europa e então vim para os EUA aos 16. E para mim a música era muito emocional e meio que veio com isso. Foi bom porque o que eu estava passando no momento e onde nós estávamos quando escrevemos a música meio que transcendeu as coisas. E é muito legal saber que as coisas verdadeiras dizem algo que você não consegue explicar. Foi muito interessante que foi essa música porque essa era a única música lenta que eu tinha no momento. E o fato de que eles manteram os vocais, sabe. Eles nunca pediram para cortar os vocais ou fazer algumas mudanças, eles manteram do jeito que ela é.



Confira a entrevista completa com a cantora Polina no site: TheSource.com

Entrevista do Eminem a Radio 1bbc traduzida

Confira a primeira parte do vídeo da entrevista:



Bem vindo de volta a Radio 1, parte do motivo de estarmos aqui é por causa da BBC mas também porque temos o estúdio 3 aqui do lado e você montou a banda ali. Vai cantar umas músicas hoje que é muito exitante.
Muito, estou muito feliz de estar aqui. Eu estava pensando como ultrapassar a publicidade que fizeram para Kanye West e decidi que iria entrar, fazer xixi no chão e sair. Estou fazendo agora.

A diferença é que desta vez eu estou preparado. Eu vi você performar na outra noite na noite do EMA, te vi com o microfone, eu acho que eu nunca vi você tão vivo em uma performance, cheio de energia.
Sério? isso é legal obrigado.

Ao vivo, com a banda ali atrás parece que ganha mais vida. Você sente assim?
Acho que performar ficou mais diferente. Ficou melhor com a banda. Porque há mais elementos ali, e estar em um show ao vivo, te dá mais possibilidades sabe? Há coisas que você pode fazer com suas mãos. É muito bom, é diferente e eu acho que é melhor.

E apresentar "Rap God" também acho que coloca tudo sob perspectiva, quando você escreveu ela-
Eu não escrevi foi um freestyle

Freestyle! Absolutamente ridículo.
Obrigado cara.

Não quero dizer, a música é ridícula, não faz sentido nenhum.
Obrigado

Quando você faz a performance ao vivo, no final, parece ser um desafio para todo mundo tipo 'wow cara é muita rima para passar' e são 6 minutos sem parar.
É, na outra noite eu não acho que fizemos a música inteira, foi só um pedacinho

Você cortaria para fazer uma versão menor?
Eu não sei, eu nem cogitei a ideia de pensar nisso ainda, essa é uma boa corrente de consciência ou inconsciência

é o que você estava fazendo antes também quando entrou.
Sim. Uma boa corrente de consciência correndo pela minha perna.

De nada. 
Tudo bem cara.

O álbum saiu e foi bem recebido por todo mundo, incluindo fãs, críticos pelo mundo, porque, em minha opinião ouvi-lo agora, é a combinação perfeita do veneno, do perigo que existia no primeiro álbum, mas também com aquilo que você passou e aprendeu durante seus últimos 5-6 anos. É uma combinação dessas duas coisas. É isso que você pensou, um crescimento mas também voltar atrás.
É crescer e descer. É eu acho que algumas coisas, tópicos e coisas assim, são revista neste álbum, mas ao mesmo tempo parece ser um álbum de versão 2013. Todos os meus álbuns, praticamente dizem, onde estou o período que estou [vivendo]. Então este é tipo... tem muita reflexão. E coisas assim, de volta as coisas que estavam acontecendo naquela época e é tipo eu refletindo sobre isso e chegando ao ponto que estou hoje.

Chegar a certos pontos e encarar algumas coisas de uma vez por todas, você sente que esse álbum permite você fazer isso?
Algumas coisas sim, mas a maioria eu só achei que seria divertido revisitar, aquela energia daquele álbum. Porque, começou muito cedo o processo de gravação.

Quando? quando isso aconteceu e você 'okay vamos ir por esse caminho'?
Eu não sei. Eu comecei a fazer algumas faixas e pareceu, a tonalidade, a forma das faixas meio que direcionava nesta direção. E uma vez que eu descobri qual direção eu deveria ir meio que comecei a levar tudo para esse lado. Muitas vezes, fazendo um álbum, eu nem sempre tenho a direção ou o conceito logo de cara. Sabe? As vezes ele vem no meio para o final. Saber onde estou indo com isso é apenas uma combinação de sons, depende da energia. Mas as vezes eu faço umas músicas que tipo 'que merda, onde vou por essas músicas, como vou chamá-las, para fazer sentido' sabe? Digamos Recovery ou sei la. Mas com este, eu sinto que tive uma ideia mais cedo do conceito.

Deve ter sido bom de ja ter isso na mente resolvido e apenas ajeitar para ir naquela direção. 
Foi mas não foi no sentido de eu tive de gravar muitas músicas para ele sabe? Porque se eu vou chamá-lo assim eu quero que ele faça sentido.

Sim, eu estava conversando com alguém sobre isso e falei, Eminem não vai considerar um de seus álbuns um clássico, mas você sabe como as pessoas se sentem sobre o "The Marshall Mathers LP", os críticos em todo nível, é considerado um álbum clássico. É difícil não é? Você considerou a expectativas de nomeá-lo assim, o que significaria para o resto do mundo.
Sim, quando eu descobri a direção que eu estava indo, sabia que eu precisava de certas músicas para poder chama-lo assim, e como disse, para que ele fizesse sentido. Mas eu queria ter certeza que eu tinha as músicas certas. Em outras palavras, eu sabia que, obviamente "Stan" do primeiro "Mathers LP" era um grande assunto, e eu ouvi muita conversa na época do Recovery que eu deveria fazer "Stan 2" ou "porque não faço um Stan 2" e tudo o que eu pensava é "Stan esta morto", sabe. Ele morreu na história. Então no fundo eu tinha uma ideia de quem sobrou na história, mas eu precisava de ter a beat certa e poder-

Fazer isso. Você soube imediatamente que esta seria a beat para ela?
Sim, quando eu ouvi as palavras do refrão. Eu consegui essa beat, essa beat foi enviada para mim. Ja com essas palavras nela. E as vezes para mim, tipo eu gosto de fazer o meu próprio curso mas também foi legal para mim tentar pegar algumas palavras de outras pessoas e interpretar da minha maneira.

[...]
Se eu fosse chamar o álbum assim esse era o tipo de coisa que estava voltando para mim.

É uma incrível beat para o álbum. Você levantou o nível aqui e vamos para Ryme and Reason, amei aquela beat o sample que usou e a referencia de Rick Rubin. Quando foi que teve a ideia de trabalhar com Rick?
Eu sempre fui fã do Rick e meu empresário Paul esteve conversando com ele... e expressou que ele estava com interesse de trabalhar comigo, e quando Paul falou isso comigo eu fiquei muito exitado e honrado pelo fato de ele estar, sabe pensando sobre isso. Sabe, eu tenho as minhas ressalvas porque eu sou um super fã do Rick eu deveria estar muito nervoso, não sabia qual seria a energia porque, sabe, eu iria querer impressona-lo, sabe? Foi o sentimento que eu tive quando conheci o Dre.

Você ja tinha conhecido Rick antes?
Não. Então eu estava nervoso por conhece-lo e ainda mais nervoso de trabalhar com ele.

Como você estava dizendo foi a mesma coisa com o Dre, quando você entrou no estúdio com ele naquela época.
Sim, na minha mente eu ainda tento impressionar o Dre. Até hoje. Mas eu pensava: 'se eu entrar no estúdio com o Rick, e se eu não consegui montar nada? E se..' sabe? Todas essas coisa na minha cabeça, e dai quando eu conheço ele foi tipo... o cara é tão tranquilo que foi fácil. E a energia dele no estúdio é.. eu não sei como dizer...ele tenta de tudo, não tem medo de tentar qualquer coisa. Mesmo se a ideia no começo é estúpida. Sabe, porque muitas ideias no começo, não as minhas claro, as minhas são insanas desde o primeiro momento que penso nelas, mas as vezes ideias não são sempre as melhores.

Não tenha medo de falhar.
Absolutamente. Então quando você diz algo, da margem para outra coisa que pode levar a uma ideia melhor e foi assim que foi. Começamos de pedaços e eu estava tentando falar para ele que eu tinha a ideia, a noção, de que talvez nomearia o álbum "the Marshall Mathers LP2" , mas eu não queria falar nada para ele ainda porque, eu não tinha cem por cento de certeza, e eu queria ter certeza de que eu tinha músicas suficientes para tocar para ele. E que fariam sentido. Então discutimos e... eu amo como o Rick soa quando ele faz hip-hop desde o começo com o Beastie Boys é incrível... e é isso que eu queria chegar. Como se eu estivesse tentando descobrir como eu posso fazer o álbum soar nostálgico mas subliminarmente nostálgico sabe? Para que ele possa lembrar você de talvez, 13 anos atrás, quando me ouviu pela primeira vez, sabe tentamos criar um sentimento com samples, sons e coisas assim. Rick é super talentoso, um mestre em qualquer gênero musical, então do jeito que ele alterava era doido para mim. Mas como eu disse, eu estava esperando ter o que eu consegui dele


fonte: eminemforever

Em clima de Natal

Como falta menos de 2 meses para o natal,ja vamos entrar em clima natalino com a classica versão "jingle balls" do eminem,alem de afrojack,papai noel tambem pode ser considerado um inimigo do rapper de detroit?


Eminem Slides (03)


Eminem fala sobre novo disco,rick rubin e "stan 2"




Apenas algumas semanas após o lançamento de seu novo álbum The Marshall Mathers LP 2, Eminem se sentou com Zane Lowe da BBC Radio 1 para uma entrevista que foi divida em 4 partes. A parte 1 foi divulgada e pode ser vista acima.

Eminem descreve seu último projeto, bem como seus outros seis álbuns de estúdio, como uma foto de sua vida. "Todos meus álbuns, eu acho que, pela maior parte, basicamente dizem onde eu estou", ele disse. "Tem muita reflexão e coisas assim de volta a tudo o que estava acontecendo durante aquela época. É meio que eu refletindo sobre isso e chegando ao ponto onde eu estou com isso agora."

Ele tem falado bastante sobre o MMLP 2 ser uma revisitação de seu segundo álbum. No entanto, o rapper de Detroit disse que não poderia trazer de volta um personagem específico que desempenhou um papel fundamental em MMLP. "Eu ouvi muita conversa na época do disco Recovery que eu deveria fazer 'Stan 2'", ele disse. "Tudo que eu fiquei pensando era, bom, o Stan está morto. Ele morreu na história. Então no fundo da minha mente, eu meio que tinha uma ideia de quem poderia ter ficado na história. Mas eu tinha que ter a batida certa."

Mais tarde, Eminem fala sobre hesitar em trabalhar com Rick Rubin, que fez a produção executiva de MMLP 2 juntamente com Dr. Dre. "Eu tive minhas reservas só porque eu sou um super fã do Rick. Então eu provavelmente ficaria um pouco nervoso", ele admite. "Eu não sei qual seria a vibe só porque eu ia querer impressioná-lo. Foi muito [parecido] com o tipo de sensação que eu tive no começo com o Dre."

A 2ª parte da entrevista ainda será divulgada. Confira abaixo uma performance ao vivo de "Berzerk":


fonte: Complex.com

Eminem vs Snoop,briga antiga que não aconteceu,pode acontecer agora?

Parece que a onda do Who? não termina tão cedo,a cada 3 segundos essa palavra é postada no facebook oficial do Dj Afrojack,esse que com certeza não esta gostando nada disso,afinal poucos entram na sua pagina para saber informaçoes sobre sua carreira,e sim para ver a chuva de Whos colocadas pelos stans.
Afrojack entao correu e postou logo um video dizendo que ama Eminem e botou um remix da musica "my name is" mas tudo pareceu mais uma resposta sarcastica de afrojack do que um pedido de desculpas,até pq no video ele aparece junto com Snoop Dogg,muitos acham que Snoop é amigo de longa data do Eminem,mas isso parece não ser verdade.em uma entrevista antiga que Snoop deu para um reporter ele disse que não gosta das musicas do Eminem,parecia até que ele tinha um pouco de inveja do rapper de detroit,porque o reporter perguntou se a nova musica do snoop (na epoca) se parecia com a musica "stan" do Eminem,snoop respondeu que "não ouvia as musicas do Eminem" mas logo em seguida o reporter perguntou novamente e snoop disse "a minha musica não é sobre um fã louco que quer me encontrar,entao parecia que snoop ouvia sim as musicas do Em,afinal ele sabia exatamente do que se tratava a canção Stan,então é provavel que agora Snoop tenha comprado a briga do Afrojack com o Eminem,e isso só o tempo vai dizer....veja a entrevista do Snoop....

Dubcnn: Vamos falar sobre a música produzida por Dr. Dre chamada "Round Here". Quando eu ouvi a batida eu pensei "Caramba, eu conheço esse sample de algum lugar!" Se parece muito com a batida da música "Stan" do Eminem.

Snoop Dogg: Eu não acho! Quando ouvi pela primeira vez não pensei em "Stan". Eu não ouço as músicas do Eminem, não é desrespeito, mas eu não ouço as músicas do Eminem. Eu sou um Gangsta.

Dubcnn: Tem o mesmo sample usado na batida da música do Eminem.

Snoop Dogg: Eu não acho! Na música "Stan" ele estava falando sobre um fã, algum fanático por Eminem, que escrevia cartas pra ele e fazia um monte de idiotice, sonhava em ser o Eminem. Minha música é "Round Here", gangsta pra caralho!

Dubcnn: Eu só disse que a música usa o mesmo sample...

Snoop Dogg: Bom, ai é com o Dr. Dre! Ele é o produtor, porque ele não usaria o mesmo sample? O trampo é dele. Roger Troutman usou o mesmo som em todas as batidas que ele fez! Barry White usou o mesmo som em todas as batidas que ele fez.

Dubcnn: Você me entendeu errado, não estava criticando a música mano...

Snoop Dogg: Só estou te explicando, assim os fãs 'podem entender. Um produtor tem um som que identifica ele. Vejo isso como um identificador dizendo que Dr. Dre colocou as mãos nessa música. Eu não pensei em "Stan" quando ouvi a minha música pela primeira vez. Aquela música não me lembra de "Stan", ela me dá vontade de falar umas paradas sobre a minha quebrada. "Não é seguro sair de casa, não faça merda na minha quebrada. Os manos vão te colocar no chão, não faça merda na minha quebrada". Era sobre isso que eu estava falando, eu não estava pensando em nenhum Stan, tipo "Stan, me escreve uma carta, eu quero me encontrar com você. Você é meu fã favorito!" Eu não estava pensando nessa porra. Estava pensando em uns baratos bem gangsta!


Afrojack recebe ajuda de snoop para responder ao Eminem

Parece que o Eminem ganhou um novo inimigo,e ele vem acompanhado de Snoop Dogg,tudo começou quando um reporter perguntou ao Eminem o que ele achava das "merdas" que afrojack estava dizendo sobre ele,Em se limitou em responder - Who? (quem?) o reporter responde "afrojack" e Em novamente diz -Who?,o que veio depois foi uma chuva de mensagens na pagina do Dj ironizando a pagina oficial de afrojack que esta cheia de WHO???
mande seu WHO? voce tbm...
https://www.facebook.com/djafrojack?fref=ts

Mas parece que agora o Snoop dogg comprou a briga,e esta do lado do afrojack,em um video ambos aparecem cantando a musica "my name is" do Em e logo em seguida respondem "afrojack"
o que todos sabemos é que o Eminem jamais perdeu uma batalha,seja ela respondendo com letras,ou os seus proprios fans o ajudando,quase todos os videos de diss para o eminem no youtube (musicas contra o eminem) tem muito mais dislike do que like,mas provavelmente o Eminem não teve em sua carreira um inimigo tão forte quanto Snoop Dogg,

sera ue o Snoop vai comprar de vez essa briga ou vai dizer que esse video ao lado do novo inimigo do Eminem não passou de brincadeira?só o tempo ira dizer,os primeiros capitulos ja começaram....




Fans do Eminem respondem a afrojack (who?)

Virou mania entre os fãs do Eminem desde a resposta do rapper ao Afrojack durante o EMA.

No EMA, Ron Burgundy perguntou ao Eminem: "Afrojack esta falando umas coisas bem ruins sobre você, o que tem a dizer sobre isso?"
Eminem respondeu: "Quem?"
Ron novamente: "Afrojack"
E mais uma vez Eminem respondeu: "Quem?" ignorando a existência do DJ.



Após isto centenas de fãs do Eminem passaram a "trollar" o DJ em cada postagem feita por ele no Facebook, são milhares de comentários com a palavra "Who" (quem) em sua página https://www.facebook.com/djafrojack



berzerk ao vivo na alemanha

Eminem esteve no show Schlag Den Raab na Alemanha e performou "Berzerk" no palco, confiram:


berzerk ao vivo no onathan ross show

Vídeo: Eminem - Berzerk performance no Jonathan Ross Show (ATUALIZADO)

Pelo o que tudo indica, rolou a entrevista com o Eminem mas ele pediu ao Jonathan Ross para focar somente na performance, então a entrevista não foi ao ar, mas teve a performance de Berzerk, confira o tweet do Jonathan Ross logo abaixo e em seguida o vídeo da performance:

"Bem, nós fizemos uma entrevista mas o Marshall decidiu que queria que a gente focasse apenas na performance. Vou perguntá-lo depois se podemos colocar online"

onde comprar?

Vendas do MMLP2 no Brasil

Confira alguns sites que ja estão vendendo o MMLP2 no Brasil:

Livraria Saraiva

CD Point 

GringosCds

Livraria Cultura


fonte: eminemforever

vendas do MMLP2 alcança 790 mil copias na primeira semana

The Marshall Mathers LP 2 vende mais de 790.000 cópias na primeira semana

O novo álbum do Eminem já vendeu cerca de 793.000 cópias só na sua primeira semana de lançamento de acordo com a Billboard. Eminem estréia pela 7º vez consecutiva no top 200 da Billboard.

fonte: eminem forever