Slaughterhouse anuncia “Total Slaughter"

Alguma semanas atras saiu um boato de que Eminem estaria comandando uma batalha de rap em really show (leia aqui)
A informação, foi mais tarde, desmentida por um integrante do grupo Slaughterhouse, que hoje (29 de janeiro) anunciou que o grupo lançará o “Total Slaughter”, um torneio que será documentado como reallity para a Shady Tv

Slaughterhouse escolheu os rappers Math Hoffa, Arsonal, Dizaster, Daylyt, Big T, Marvwon, Aye Verb e Cortez. De inicio o evento terá Murda Mook Vs Loaded Lux. Uma revanche de anos de batalha que teve origem no Smack DVD.

Saiba mais em http://watchloud.com

Eminem vai participar de festival no canada.

Eminem confirma mais um show, desta vez para o Festival Squamish Valley Music.

O festival acontece dias 8, 9, e 10 de Agosto em Squamish, BC, Canadá, e terá como principais atrações, alem de Eminem, Arcade Fire e Bruno Mars.

Os ingressos do Festival começam a ser vendidos dia 07 de fevereiro.

Para mais informações visite o site: http://www.squamishfestival.com

Assunto de interesse geral: Homen de Detroit cria petição para Justin bieber ser deportado e consegue as assinaturas necessarias (sera que foi o Eminem)

Signatures: 19 of 112,263
CREATOR
J. A.
Detroit, MI
January 23, 2014
Signature # 1
Uma pessoa de Detroit criou uma petição no site da casa branca para que Justin Bieber fosse deportado dos Estados Unidos,ele precisava de 100 mil assinaturas até 22 de fevereiro,mas conseguiu em 6 dias,e agora o cantor do canada pode ser chutado dos estados unidos.

Povo americano vota,alcança os 100 mil pedidos pela casa branca,e o governo americano vai ser obrigado a investigar a situação do cantor canadense na terra do tio sam,entao assim,justin indo para longe da maior industria da musica da terra,talvez possa sumir de vez,ou pelo menos ouviremos falar dele da mesma forma que ouvimos falar de outros cantores do canada,lembrando que era preciso 100 mil assinaturas até o dia 22 de fevereiro,mas foi preciso apenas 6 dias para os americanos conseguirem o feito.

noticia completa:

Mais de 100 mil pessoas assinaram uma petição que exige a deportação de Justin Bieber. Agora, está nas mãos da Casa Branca analisar e decidir o futuro do cantor.

«Nós, povo dos Estados Unidos, sentimos que não estamos bem representados no mundo da cultura 'pop'. Gostaríamos que o perigoso, insensato, destrutivo e consumidor de drogas Justin Bieber fosse deportado e com a sua autorização de residência revogada», pode ler-se na petição criada no passado dia 23.

Recorde-se que o cantor canadiano, de apenas 19 anos, foi detido em Miami enquanto participava numa corrida ilegal de carros, tendo sido libertado sob fiança.

Recorde-se que sempre que uma petição reúne 100 mil assinaturas, a Casa Branca é obrigada a analisar e dar uma resposta oficial. O prazo para alcançar as 100 mil assinaturas neste caso só terminava dia 22 de fevereiro, mas foram apenas necessários 6 dias para alcançar o número.

FONTE: lux

Ator de stan se torna pai em 2014



  1. Devon Sawa é um ator canadense e hoje esta com 35 anos,ele se tornou pai em 2014,pra quem não sabe ele  interpretou o fã obcecado por eminem chamado "stan" no clipe da musica de mesmo nome,desde então os fãs de eminem são chamados de "stans"

  2. confira o clipe dessa musica que foi um dos maiores sucessos comerciais do EM.


Eminem Shakespeare do rap

Recebi um texto hoje que eu ja tinha lido mas não tinha divulgado no blog,mas agora ta ai pra quem ainda não leu,é mt interessante....

Eminem, nome artístico de Marshall Bruce Mathers III, nasceu em 17 de outubro de 1972, é um rapper, compositor e produtor musical estadunidense.

EminemO artista é detentor de 13 prêmios Grammy e um Oscar de melhor canção original pela música “Lose Yourself”, que fez parte da trilha sonora do filme ‘8 Mile’.
Levou certo tempo para que o artista conquistasse seu espaço e sua explosão foi meio que uma compensação pelos fracassos e problemas que colecionou. Eminem conseguiu deixar para trás o passado e o transformou em histórias cáusticas e irônicas. Sua habilidade em criar rimas cheias de angústia e revolta é espetacular. No ano de 2003, o poeta irlandês Seamus Heaney (vencedor do Prêmio Nobel da Literatura em 1995) além de denominar Eminem como o Shakespeare moderno, fez a seguinte declaração: “Eminem criou um senso do que é possível. Ele enviou uma tensão em torno de uma geração. Ele fez isso não apenas através de sua atitude subversiva, mas também a partir de sua energia verbal”.
O talento de Eminem é reconhecido principalmente pelo fato do rapper transitar por inúmeras temáticas e gêneros literários, como por exemplo, gênero carta na música Stan; gênero memória literária nas músicas Brain Damage, Mockinbird, Cleanin Out My Closet; gênero gótico nas músicas Underground, 3am, 97 Bonnie Clyde; discurso polifônico na música Guilty Conscience, que conta a história dos dois lados da consciência: o bem, interpretado por Dr. Dre e o mal, representado pelo Eminem.
Ao longo de sua carreira o rapper também já fez músicas de protesto contra o comportamento do presidente George Bush em relação à guerra ao Iraque nas músicas White America e Mosh.
Vale destacar também que o rapper utiliza três timbres de vozes diferenciados, sendo que cada voz é dotada por uma personalidade peculiar, assim sendo, Eminem reivindica para o rap seu status artístico, integrando teatralidade ao gênero musical.
Ao destacar-se por suas performances vocais diferentes, o rapper se assemelha aos poetas trovadores, pois a excelência de sua poética é constituída da soma da escrita com a oralidade. Portanto, Eminem nos transporta de certo modo à Idade Média, em que a poesia era essencialmente performática, sendo obra realizada de um eu-trovador para um tu-plateia. Sua música é decididamente declamada de forma intensa, causando os mais diversos efeitos sensoriais no ouvinte, percebemos a materialidade, o peso das palavras e sua estrutura acústica.
Adam Bradley, professor de Inglês da Universidade de Colorado – Boulder e autor do livro Book of Rhymes: The Poetics of Hip Hop, faz uma análise das diferentes performances vocais de Eminem: “O uso de múltiplas personalidades com estilos diferentes de rima do Eminem é a sua maior contribuição para o Hip-Hop. Como Slim Shady, há violência cômica em desenho animado, e a voz é mais autodestrutiva. Como Eminem, ele mostra o controle. Lose Yourself, por exemplo, fica entre dez e quatorze sílabas por linha… isto é uma questão de consciência do ofício, em vez de acaso. E como Marshall Mathers: Este é profundamente emotivo. Você ouve o amor e o ódio a si mesmo sendo interpretados em suas lutas pessoais e públicas”.
O sucesso comercial de Eminem deu-se principalmente por causa de suas músicas conceituadas no gênero conhecido como memória literária, em que o escritor narra situações de sua vida sob uma perspectiva literária, buscando despertar emoções estéticas no leitor, objetivando assim, levá-lo a compartilhar suas lembranças mais intensas. Nas memórias literárias, a realidade acaba sendo utilizada como fonte de sustentação ao texto escrito e o autor tem liberdade de distorcer certos fatos para provocar no leitor os efeitos sensoriais que ele objetiva. Usar a própria vida como tema é algo que muitos artistas tentam, porém poucos têm coragem de ir até o fundo como Eminem consegue. Suas narrativas despertam o lado voyeur no ouvinte, já que o rapper faz de seus dramas pessoais questões abertas ao público.
Tratando ainda sobre o gênero memória literária, pode-se destacar a letra da música Brain Damage, na qual o artista se baseou em uma situação real em que passou quando era adolescente.
Certa vez um de seus colegas do colégio chamado D’Angelo Baily bateu tanto no Eminem que acabou ocasionando uma hemorragia cerebral, em consequência disso Eminem acabou permanecendo 10 dias em coma. Para contar essa história o artista utilizou uma tonalidade vocal mais nasalada, assumindo o papel de Slim Shady.
Quando analisamos Brain Damage sob a perspectiva textual sem a performance vocal do artista, certamente despertamos em nós o sentimento de angústia, porém quando ouvimos a narrativa declamada pela voz de Slim Shady o texto ganha um outro sentido, o artista aplica um tom irônico e consequentemente desestabiliza a sensorialidade do ouvinte, amenizando o caráter angustiante dessa narrativa.
O rapper nos surpreende ao utilizar a performance de Slim Shady, já que o ouvinte espera que o texto de Brain Damage seja recitado pela voz intensa e emotiva de Marshall Mathers, porém ao utilizar uma performance que foge de nossas expectativas padronizadas, o rapper acaba brilhantemente enaltecendo a importância e responsabilidade que a performance vocal possui em sua poética.
O rapper também já realizou músicas que abordam relacionamentos amorosos conturbados, por exemplo: ‘Love you more’ e ‘Love the way you lie parte 1 e 2’. Nessas músicas o eu-lírico confessa sua vida íntima (real ou fictícia), assinalada por várias experiências eróticas e por doloroso fracasso afetivo, ou seja, Eminem traz a questão da subjetividade, abordando o antagonismo entre o prazer da carne e a insatisfação da alma.
Nessa temática o artista revela seus medos e incertezas, êxtases e ilusões, gozos e tormentos, esperanças e decepções. A base da poética parece constituída por esse extravasamento da alma. Exatamente por isso, por ser a expressão das disposições íntimas do rapper, é que ela se concentra com tamanha intensidade. Nas três músicas os personagens parecem ser ao mesmo tempo algozes e vítimas dos crimes da paixão, homem e mulher são eternos adversários, envoltos numa relação obsessiva e corrosiva, desgastados pelo convívio conjugal.
Temos nessas músicas, círculos viciosos onde o casal não consegue e nem parece querer se desvencilhar. Eminem acaba utilizando-se também de metáforas como recurso para produção de imagens, consequentemente o artista cria significados diferentes por meio de comparações originais para fugir da obviedade, enriquecendo ainda mais sua poética. Em ‘Love The Way You Lie parte 2’ temos uma performance de intensa emotividade, na qual Marshall Mathers apresenta uma narrativa de dimensão subjetiva, centrada em imagens e caracterizada por versos sonoros e rítmicos. No início da estrofe o rapper adota uma performance vocal serena, mas logo depois ele passa a elevar o som de sua voz e consequentemente o caráter tempestivo e obsessivo do eu-lírico começa a transparecer gradativamente. Mais uma vez o artista utiliza genialmente sua performance vocal como elemento intensificador da dramaticidade.
Eminem também possui músicas em que podemos observar o exercício de metalinguagem sobre o papel do escritor e o pertencimento do significado das letras após serem publicadas. O artista entende que após suas músicas serem lançadas, dependerá unicamente do leitor/ouvinte se responsabilizar em delegar significados e interpretações para suas narrativas. Essa concepção adotada pelo rapper é evidenciada no refrão de ‘The Way I Am’: “E eu sou, o que vocês disserem que eu sou / Se eu não fosse, então por que eu diria que sou?”
Vale destacar que esse refrão da música enaltece a desconstrução do império do autor, consequentemente indo ao encontro das palavras do filósofo francês Roland Barthes:  “Um texto é feito de escrituras múltiplas, oriundas de várias culturas e que entram umas com as outras em diálogo, em paródia, em contestação; mas há um lugar onde essa multiplicidade se reúne, e esse lugar não é o autor, como se disse até o presente, é o leitor: o leitor é o espaço mesmo onde se inscrevem, sem que nenhuma se perca, todas as citações de que é feita uma escritura; a unidade do texto não está em sua origem, mas no seu destino, mas esse destino já não pode ser pessoal: o leitor é um homem sem história, sem biografia, sem psicologia; ele é apenas esse alguém que mantém reunidos em um mesmo campo todos os traços de que é constituído o escrito. É por isso que é derrisório ouvir condenar a nova escritura em nome de um humanismo que hipocritamente se arvora em campeão dos direitos do leitor.
O leitor, jamais a crítica clássica se ocupou dele; para ela não há outro homem na literatura a não ser o que escreve. Estamos começando a não mais nos deixar engodar por essas espécies de antífrases com as quais a boa sociedade retruca soberbamente a favor daquilo que ela precisamente afasta, ignora, sufoca ou destrói; sabemos que, para devolver à escritura o seu futuro, é preciso inverter o mito: o nascimento do leitor deve pagar-se com a morte do autor. ”
Diante de tudo que foi exposto, é inquestionável o fato de que Eminem é um dos artistas mais influentes e importantes do rap mundial, estando lado a lado com outros grandes gênios desse gênero musical como: 2 Pac, Rakim, Nas, Jay-Z, Notorious B.I.G., KRS-One, Big Daddy Kane, Run-D.M.C., Kanye West, Racionais MC’s, Sabotage, MV Bill etc.
A cultura Hip-Hop é muita rica e possui uma veia literária extremamente forte e criativa, desse modo, é uma pena que sejam tão poucas as pessoas que se dedicam a estudar e analisar as obras desses artistas musicais. Espera-se que um dia eles recebam o verdadeiro reconhecimento artístico e a valorização intelectual que tanto merecem.
- See more at: http://www.carosouvintes.org.br/eminem-o-verdadeiro-shakespeare-do-rap/#sthash.3FqunSVE.56lmBSyD.dpuf




Por Wendell de Oliveira Albino

Natural de Florianópolis/SC. É graduado em Letras – Língua Portuguesa e Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. É fascinado pelo universo de HQs, Literatura Infantil, Literatura, Games, Cinema e Música. Tomou gosto pela leitura através de autores como: Clarice Lispector, Allan More, Frank Miller, Shaun Tan, Bukowski, Chacal, Jhon Fante, Bram Stoker e Kafka. 
Veja todas as publicações de .



Publicado em 08/01/2014. • Tags:  
- See more at: http://www.carosouvintes.org.br/eminem-o-verdadeiro-shakespeare-do-rap/#sthash.3FqunSVE.56lmBSyD.dpuf

os melhores Eminem em remix com parcerias de grande porte como bob marley e tupac

Eminem Feat Bob Marley - hold ya head + like toy soldier
 


Eminem feat 2pac - when im gone


Eminem feat Elvis presley - loseyourself jailhouse rock - rock king + rap god






Eminem Dre e outros artistas fazem show para lançamento de empresa de Dre

Os poderosos contatos de Dr. Dre foram bem aproveitados para o lançamento do Beats Music com um show que contou com Eminem, Diddy e Nas.

O hip-hop dos anos 90 foi o tema da festa de Dre na noite de sexta-feira no Belasco Theatre em Los Angeles. Eminem e Dr. Dre fecharam a noite apresentando os hits "My Name Is", "Forgot About Dre" e "Lose Yourself".

"Obrigado por estarem aqui", Dre disse ao público caloroso que curtiu hits clássicos do rap.

Paul McCartney, Drake, Selena Gomez e Macklemore estavam entre aqueles que compareceram ao evento.

Beats Music, um serviço de streaming criado para competir com o Spotify, iTunes Radio e outros, foi lançado na terça-feira. Ele faz parte da marca Beats Eletronic de Dr. Dre, que foi lançada com o executivo da indústria da música Jimmy Iovine em 2008 e conta com os fones super populares Beats By Dre.

Outros artistas que se apresentaram no evento de sexta-feira incluíram Busta Rhymes, Bone Thugs-N-Harmony, Arrested Development, Method Man, Redman e Scarface.

fonte: ABC News

Eminem briga com coelhinha namorada do dono da playboy. [relembre]

O rapper Eminem pediu desculpas à "coelhinha" Kendra Wilkerson, uma das namoradas fixas do Playboy definitivo Hugh Hefner, por uma brincadeira estranha feita durante o encontro dos dois.
Eminem pegou a garota "emprestada" para que ela participasse de um novo videoclipe para o Smack That Ass, mas foi acusado de pregar uma peça desrespeitosa na moça quando, ao sair de seu trailer, jogou água nela.Eminem teria ouvido a moça reclamar do atraso e a dispensou "Ele jogou a água, mas ela é uma menina dura, daí os dois caíram num bate-boca. Foi bem desrespeitoso", comenta o agente de Kendra Wilkerson.
"Não quero que exista nenhuma controvérsia entre eu e Eminem, por isso creio que era apenas uma piada", finaliza o agente. Eminem teria enviado um buquê de rosas à "coelhinha" de Hefner como pedido sincero de desculpas e dito que tudo não passou de um problema de comunicação.

Kendra é modelo,atriz e socialite americana,e recenetemente estava brigando para que uma sextape sua não fosse divulgada.

A amizade de Eminem e Marlyn Manson


Pra quem não lembra,Eminem ja fez parceria com o polemico cantor Marlyn Manson,mas essa parceria ficou restrita a shows ao vivo,pois nunca gravaram musicas juntos,e o motivo?o "assustador" Marlyn Manson disse que foi convidado por Eminem para gravar uma musica chamada "Kim" mas achou a musica violenta de mais.

Segundo o músico, a música seria violenta demais: “Era sobre matar a namorada e colocá-la no porta-malas”.

“Para começar, eu não dirijo. E eu nunca colocaria uma garota no porta-malas. É onde eu guardo outras coisas”, explica.

falando nele,vamos ver 7 curiosidades sobre o rockeiro.

7 - Manson em plena crise pessoal, decidiu cortar o rosto e as mãos por cada uma das 158 vezes que ligou para a ex-namorada.
6 – Marilyn arrancou todos os dentes e colocou próteses de metal no lugar.
5 - Uma vez, Manson estava drogado quando decidiu colocar LSD líquido em seu olho, ou decidiu furar o mesmo com uma agulha (não se sabe qual). Por esse motivo, sua lente de contato, na verdade seria um olho de vidro.
4 - Marilyn teria retirado a “tampa” da cabeça para colocar um vidro no lugar.
3 - Em um show, um dos integrantes defecou no palco, e Manson teria comido as fezes do companheiro.
2 – Manson já declarou à imprensa que teria fumado ossos humanos num quarto de hotel com mais um amigo.
1 – Manson teria extraído uma de suas costelas para poder fazer sexo oral nele mesmo, mas algum tempo depois ele desmentiu a história: “Se eu realmente tivesse feito isso, a esta hora estaria provavelmente a dar prazer a mim próprio ao invés de estar aqui falando com você!”, declarou a um jornalista.

Nova seção na EMINEMBRASIL chamada "Relembre"

Uma nova seção foi criada aqui na EMINEMBRASIL,ela se chama "relembre" e serve para relembrarmos fatos marcantes da carreira do melhor rapper de todos os tempos EMINEM.

confira na parte direita do site >

Evidence do Dilated People explica antiga briga com Eminem

Evidence, membro da dupla Step Brothers com o amigo de longa data e colaborador Alchemist, recentemente falou sobre uma breve rixa que teve com Eminem. Na entrevista, que foi publicada pela Complex, Evidence falou sobre como essa briga chegou ao fim.

"Faz tanto tempo", Evidence disse no artigo. "Descanse em paz Proof. Aquilo acabou seis meses depois que ele faleceu. Não havia nenhuma treta. Era apenas tudo coisa do passado. Eu vivi nove vidas. [Risos] O Proof veio no nosso ônibus em Detroit. A gente tomou uns drinks com o Hex Murda e todo mundo na época, e tudo foi resolvido. Denaun [Mr. Porter] é um grande ser humano. Eu conheço toda a equipe, do Paul Rosenberg em diante. Eu nunca realmente consegui descontrair com o Eminem, mas se isso tivesse acontecido, eu mostraria respeito."

Evidence é membro do grupo Dilated Peoples, com quem Everlast lançou seu primeiro ataque a Eminem na música "Ear Drums Pop (remix)". Eminem e D12 responderam com "Quitter", lançada em 2000.

Outra pessoa que é parte da equipe da Shady é o parceiro de Evidence no Step Brothers, Alchemist, que também atua como DJ do Eminem. Embora ele trabalhe bastante com Eminem, Alchemist ainda não produziu uma faixa para o rapper. Quando perguntado sobre o porquê desta colaboração não ter se concretizado, Alchemist explicou seu ponto de vista sobre o assunto.

"Eu adoraria dizer que é culpa de alguém e não minha", Alchemist disse à Complex. "Mas eu simplesmente não cheguei com a batida certa. A gente cai na estrada [em turnê], ele está sempre checando comigo, mas eu acho que só tenho que trazer a coisa certa para o time. Eu acho que quando for a hora certa, se eu fizer alguma coisa - é comigo."

fonte: HipHopDX

Eminem se apresentou ontem no Beats Music em Los Angeles

Eminem se apresentou ontem no Beats Music em Los Angeles, a festa pré-Grammy.
Ele cantou Lose Yourself, My Name Is, e Forgot About Dre
Confira algumas fotos:







"Lose Yourself"
  

Dj jazzy jeff fala sobre reação de Will Smith a Eminem [relembre]

O Dj Jazzy Jeff deu uma entrevista falando sobre como é fã de Eminem,e tambem sobre Will Smith que viu Eminem no estudio,e tambem comentou o que ele achou sobre EM ter mencionado ele em "the real slim shady" veja o video AQUI

visita a parte critica da cidade de eminem

Esse video é para quem quer conhecer mais sobre as ruas onde Eminem viveu,os chamados "guetos" e os famosos bairros abandonados dessa cidade que ja teve mais de 1 milhão de habitantes,e hoje tem cerca de 500 mil.

Effigy, o estúdio do Eminem


O estúdio fora de casa do Eminem é um palácio de gravação, localizado em um prédio antigo e envolto em misticismo. O rapper Big Sean contou que o imóvel foi aberto em 2004 pelo engenheiro Thomas Johnson, mas só três anos mais tarde Eminem veio a compra-lo.

"Eu paro no estúdio e parece uma fábrica pelo lado de fora...Eu entro... e é luxuoso pra caramba!" disse Big Sean  a MTV. "Fiquei tipo, 'deve ser a coisa mais cara em Detroit'".

Projetado pelo escritório de Arquitetura, Northville inForm Studio, Effigy foi saudado como uma instalação grande, única com status de obra de arte para seu tempo.

"Eles construíram um tipo de estúdio que não se faz mais" disse Martins da 54 Sound.

O arquiteto Michael Guthrie lembra-se da ambição de Johnson, que gastou $1.5 milhão em design e construção e talvez mais alguns milhões em equipamentos.

"A industria musical tem sido grande aqui, mas não havia nada parecido com este estúdio antes". ele diz. "Aqui era a oportunidade de fazer algo grandioso".

A sala principal é envolta em um concreto para iludir o barulho dos trilhos de trem próximos. Nos 1.400 m² o estúdio tem um espaço grande utilizado para orquestras, equipado com paredes angulares.

“Thomas queria um espaço com repercussões para realmente viver uma sensação acústica" diz Guthrie. A sala vocal adjacente, a cabine e a sala de controle são ligadas por uma janela. Entradas de áudio foram instaladas em todo o prédio - até no banheiro - para maior flexibilidade na gravação. O salão de festas no fundo parece um pátio.

Effigy pode ter sido muito luxuoso: o estúdio sofreu com os negócios até ser comprado por Eminem em 2007, depois de sua passagem pelo 54 Sound e F.B.T. Eminem, já gravou vários álbuns ali, incluindo o mais recente MMLP2 e projetos como Slaughterhouse, Bad Meets Evil e 50 Cent.

O técnico de estúdios Norman Druce, trabalhou na Effigy em seus primeiros anos, diz que o rapper refez todo o painel de controle adicionando várias caixas de 18 polegadas e subwoofers 1.000 watts.

O engenheiro do Eminem, Mike Strange, falou sobre o Effigy em uma entrevista feita em 2010:
"Nosso foco principal com o novo estúdio era criar uma estrutura de gravação similar a outras em que o Eminem já trabalhou e se sentiu confortável," ele disse a Sounf On Sound Magazine.
"Nós desenvolvemos um certo ritmo de trabalho ao longo dos anos que significa que podemos trocar de material muito rápido, e cujo o processo de gravação se torna quase invisível".

Confira abaixo algumas fotos e a planta do estúdio Effigy:













Fonte: www.freep.com

O exemplar sai dia 3 de fevereiro. Sem muitas informações por enquanto.

Na capa: Calvin Johnson,o melhor recebedor da NFL,jogador do Detroit Lions e Marshall Mathers)


Fonte: RapRadar

Foxes revela que quer parceria com Eminem


Cantora admite que está "caçando" o rapper para conseguir a colaboração
Há 2 semanas da Redação


Foxes letras
Eminem letras
Foxes se apresentou, no mês passado, no especial de da natal da rádio "Capital FM", o "Jingle Bell Ball".

Durante uma entrevista, a cantora revelou, entusiasmada, com qual artista gostaria de colaborar no futuro. "Eu amo o Eminem. Estou "caçando" ele no momento! Ele não está aqui, está? Sei que Lady Gaga está aqui, será que ela não o conhece? Sério, ele está aqui?", respondeu.


fonte: vagalume

Existe uma briga entre Eminem e Snoop Dogg/lion rolando? [atualizado]

Após Eminem ter zuado o dj Afrojack amigo de Snoop Dogg/Lion,o dj lançou um video no instagram ao lado de Snoop como resposta.

Desde que Eminem começou a trabalhar com Dr.Dre que Snoop vem fazendo algumas "disses" sutis contra Eminem e vice-versa.
 na musica de Snoop  2 Minute Warning: ele diz  “Pop a bean like a M&M, so strong yet a nigga thin, rappers stay sayin' Slim so Shady but ain’t talkin' Eminem, so fuck you him and him"

Eminem responde em Cold Wind Blows: "I’m Michael Vick in this bitch, Dog(g) fall back"
(Michael Vick é um famoso quarterback de futebol americano que foi preso por participar de apostas com brigas de cachorros)

Snoop teria um motivo para odiar Eminem,desde que esse surgiu,Dr dre tem trabalhado muito mais com ele do que com Snoop.
Um site então foi criado esperando que essa briga realmente exploda,mostrando algumas frases dos dois lado que indicariam que ambos não gostam um do outro.

Veja o site: www.snoopeminembeef.com 

Esse site tambem mostra que uma possivel "guerra" no hiphop pode estar começando,envolvendo Kanye west,jay-z,snoop dogg e até mesmo a protegida de Eminem Skylar grey e Justim timberlake e claro o proprio Eminem.
é verdade que jay-z fez shows com Eminem e pareciam amigos,sim eles eram até Kanye West se juntar a jay-z e criarem uma diss contra Eminem,e agora eles querem que "snoop volte a ser o grande snoop" ou seja,querem que snoop entre nessa briga contra Eminem ja que Em humilhou afrojack que é amigo pessoal de snoop e possivel produtor,e estava criticando Eminem na Holanda...é esperar para ver.


fonte: Rapgenius.com

Escola do Eminem no google. (clique em exibir mapa ampliado e "caminhe" pelo bairro da escola


Exibir mapa ampliado

Resposta as criticas do jornalista (?) Thiago Pereira do jornal (?) "otempo magazine

link da Matéria aqui



Não é tão simples ser um stan como muitos pensam,ser um stan significa se desapontar com a opnião principalmente de "criticos" de musica,principalmente aqueles que querem aparecer.
Aqui no Brasil é ainda mais dificil,um jornalista homosexual (nao sei se é o caso desse jornalista) sempre vai criticar as musicas do Eminem e dizer que elas não são boas,mas no final das contas eles estao criticando a pessoa Eminem e não o musico e as musicas de Eminem,outros simplesmente não gostam do estilo "badboy" e marrento do cantor e tbm falam que as MUSICAS é que não são boas.

o jornalista do Jornal Otempo Thiago Pereira é mais um desses que claramente não gostam da pessoa Eminem e talvez nem escutem suas musicas,com numeros totalmente errados sobre os lançamentos de cd e um texto que tenta claramente diminuir os feitos do rapper,o jornalista Thiago pereira (entendedor do hiphop) diz que o momento agora é outro e que Eminem esta ultrapassado.

Primeiramente vamos aos fatos.
Eminem lançou seu ultimo disco nos ultimos 2 meses do ano de 2013,e terminou o ano entre os 5 discos mais vendidos,ou seja em 2 meses ele vendeu mais que a maioria dos artistas o ano todo.

Esse disco contem algumas faixas inovadoras como "rap god" e "head lights" algumas faixas inspiradoras como "bad guy" "beautful pain" e "survival" assim como muitos outros hits que quem gosta do genero Hiphop sabe que ha muito tempo nao se via algo igual.

assim como aquele comentarista de nfl da espn brasil traduziu ao vivo o que o Eminem dizia (o novo nome do Eminem é marshall) tudo errado,esse jornalista desse jornal otempo é mais um que nao sabe o que diz.

Eminem é um dos maiores de todos os tempos,e voltu a ser o maior atualmente,os numeros nos Estados Unidos de venda de disco,downloads e views são a favor do Eminem,e nos EUA o hiphop é o genero numero 1 a MUITO TEMPO e aqui no Brasil antes do hiphop temos,pagode,axé,samba,samba-pagode,samba-rock,sertanejo universitario,sertanejo,sertanejo-brega sim todos esses vem antes do hiphop,sabemos que o povo aqui é alienado e só escuta o que ve no faustão,entao se um jornalista do Brasil (de um jornal desconhecido)  critica o hiphop e o Eminem,provavelmente estao criticando a pessoa Eminem.

Eminem indicado ao Brit awards 2014.

Os indicados ao Brit Awards 2014 foram divulgados ontem, e Eminem concorre na categoria de Melhor Artista Masculino Internacional onde disputa o prêmio com Bruno Mars, Drake, John Grant e Justin Timberlake.

O Brit Awards acontece no O2 Arena em Londres no dia 19 de fevereiro. Confira aqui a lista completa de indicados.

Scoop DeVille dá mais detalhes sobre nova música de Busta Rhymes e Eminem


No ano passado, Busta Rhymes anunciou que tem uma nova música com Eminem, e isso chamou a atenção do público. O produtor da música, Scoop DeVille recentemente conversou com a VladTV e forneceu mais detalhes sobre tal faixa.

"Essa é a próxima faixa que vai... eu diria destruir as ruas de Nova York e o hip-hop de muitas maneiras", disse Scoop DeVille quando perguntado sobre a música. "Essa faixa é algo que nós temos construído há um tempo. Não é só uma coisa tipo da noite para o dia. Nós temos tentado fazer essa 'A' faixa para trazer o Busta de volta de forma decisiva."

Scoop também fez uma nova revelação: a música com as super estrelas do hip-hop supostamente contém dois versos com um mínimo de 60 linhas cada.

"Não só vocês vão ter a música, vocês vão ter um vídeo, vocês vão ter o antigo Buss, o antigo Em, e é tipo, seis minutos só rimando - 64, 60 linhas, o Em simplesmente destruindo, é insano", Scoop descreveu. "São 64 linhas, refrão, 60 linhas, refrão, feito."

A nova colaboração, supostamente chamada "Calm Down", deve sair no próximo álbum de Busta Rhymes, Extinction Level Event 2, ainda sem data de lançamento definida.

fonte: HipHopDX
Créditos: Everything is Shady

Eminem campeão de vendas no canada

Ao contrário dos Estados Unidos, a venda de músicas digitais no Canadá em 2013 registrou aumento em relação ao ano anterior, de acordo com um relatório divulgado pela Nielsen SoundScan.

Eminem teve o álbum mais vendido do ano e também foi o artista nº 1 em vendas naquele país. Seu The Marshall Mathers LP 2 liderou a lista dos 10 álbuns mais vendidos de 2013 com 242 mil cópias vendidas; Loved Me Back To Life de Celine Dion veio depois com 231 mil cópias, e Night Visions de Imagine Dragons ficou em terceiro com 179 mil cópias.

Os três artistas campeões em vendas no Canadá no ano passado foram: Eminem, Celine Dion e Michael Bublé.

Já na contagem de vendas digitais de álbuns, Eminem terminou no 2º lugar com 87 mil unidades vendidas de The Marshall Mathers LP 2, ficando atrás do Imagine Dragons com Night Visions, que vendeu 100 mil unidades.

fonte: Billboard
Crédito: Everything is Shady