Madonna defende Eminem no grammy,e ativista gay diz que recebeu ameaças de fans do rapper [RELEMBRE]

Madonna defende rapper Eminem
Grammy para Eminem gera polêmica
Grammy para Eminem gera polêmica

Aumenta a controvérsia em torno da indicação do rapper Eminem para o Grammy, o prêmio da indústria fonográfica dos Estados Unidos. Agora foi a vez dos defensores do músico tomarem a palavra, entre eles a cantora Madonna.

Ela escreveu uma carta para um jornal norte-americano dizendo que acha a linguagem do presidente George W. Bush "muito mais ofensiva" do que a do rapper.

Eminem foi indicado em quatro categorias, entre elas a de álbum do ano pelo disco The Marshall Mathers LP.

Críticos e ativistas gays acusam o cantor de misógino, homofóbico e racista.

Credibilidade do prêmio

O compositor Jimmy Webb disse que a participação do rapper poderia comprometer a credibilidade moral da cerimônia de entrega do prêmio.

Madonna: "Apenas um garoto"
O bate-boca levou o jornal Los Angeles Times a perguntar a doze ganhadores do Grammy o que eles achavam do trabalho de Eminem. Quatro responderam.

Madonna disse que gosta das letras bravas e politicamente incorretas do rapper. "Ele está mexendo nas coisas, fazendo o sangue das pessoas ferver. Esse é o papel da arte", afirmou Madonna.

"E afinal de contas, ele é apenas um garoto", concluiu a cantora. Eminem tem 28 anos de idade.

'Humor negro'

Stevie Wonder achou exagero dizer que a indicação era uma desgraça para o Grammy, e lembrou que houve um tempo em que o blues era considerado uma desgraça.

Outro defensor do rapper é o cantor Elton John, que vai fazer um dueto com Eminem na cerimônia na quarta-feira à noite. Elton John disse que gosta do humor negro do artista e que teve um ataque de riso quando ouviu o disco de Eminem pela primeira vez.

A diretora da Gay and Lesbian Alliance, Joan Garry, mandou a Elton John cópias de e-mails violentos que ela recebeu dos fãs do rapper.

As mensagens sugerem que para muitos fãs, Eminem não está brincando.