Benzino diz que briga com Eminem e Dr.Dre não foi pessoal

Em uma recente entrevista com a VladTV, o rapper e executivo de mídia, Benzino, explicou a natureza de sua longa disputa com Eminem e Dr. Dre, dizendo que "não foi uma coisa pessoal" e comentou sobre a primeira vez que viu o rapper de Detroit em pessoa.

"Uma vez eu estava em LA, e eu não sei se ele lembra disso, mas eu lembro que eu estava perto do Jerry's Deli, eu acho que essa foi a primeira vez que eu vi [o Eminem] e eu olhei para ele", ele disse, "e eu estava tipo, 'Cara, ele é muito mais alto do que eu pensava.' Foi realmente isso."

Apesar de sua briga amplamente divulgada, em retrospectiva, Benzino reconheceu o sucesso comercial de Eminem e Dr. Dre junto com uma admissão de sua afinidade com a música de Dre. "Ele estava sendo produzido por, sem dúvida, o maior produtor de hip-hop de nossa época", ele disse. "Eu reconheço isso, eu quero dizer, Dr. Dre é meu herói, sabe o que eu tô dizendo? Eu quero dizer, The Chronic, [Snoop Dogg], Dogg Pound, eu quero dizer tudo, eu fui transformado pelo N.W.A. N.W.A. é top 5 vivo ou morto pra mim."

A controversa disputa de Benzino com Eminem e Dr. Dre, assim como com a gravadora deles, Interscope, em grande parte resultou da avaliação da publicação mensal de hip-hop, The Source, do segundo álbum de Eminem, The Marshall Mathers LP, em 2000. Naquela época, Benzino já tinha se juntado à revista como um co-proprietário. Notavelmente, Benzino foi castigado por erros editoriais anteriores quando ele concedeu ao seu próprio grupo, Made Men, uma cobiçada classificação de 4 de 5 'microfones' em 1998. A revista concedeu a The Marshall Mathers LP a classificação relativamente baixa de 2 'microfones' dois anos depois, apesar dos elogios da crítica de outras publicações.

A briga rapidamente cresceu com a acusação de Benzino de que Eminem era racista e pelo seu lançamento de algumas faixas contra o rapper. Em fevereiro de 2003, com Ja Rule na capa, Benzino apareceu na The Source numa figura segurando a cabeça decapitada de Eminem. Após essa edição, Eminem, Dr. Dre e a Aftermath boicotaram a publicação e, eventualmente, a Interscope retirou todos seus anúncios da revista.

"Não foi uma coisa pessoal sobre esses caras e o que eles conquistaram", Benzino disse na entrevista com a VladTV, "Eu só estava olhando para um panorama maior e eu não acho que eles entenderam isso."